Buscar

Marmitas solidárias - Programa Mesa Brasil

ODS 2 – Fome Zero e Agricultura Sustentável.


Realizada desde maio de 2021 até o presente momento. A prática foi planejada através da Pandemia, como uma estratégia para contribuir parcialmente com as necessidades nutricionais da população, contribuindo através de uma refeição de qualidade.


O objetivo desta prática é minimizar a fome na população vulnerável através da doação de marmitas (fruto do trabalho voluntário de pessoas físicas).


A metodologia é a seguinte: o Programa Mesa Brasil de Cachoeira do Sul conta com 2 pessoas físicas que fazem marmitas (cada uma delas faz em torno de 100 marmitas para cada doação), essas marmitas são destinadas em 2 dias alternados (um no meio e outra no final de semana).


O assistente social e a nutricionista do Programa fazem a logística das marmitas, garantindo um rodízio de instituições sociais e fazendo com que o gestor da Instituição se responsabilize pela destinação das marmitas.

A meta a ser atingida é o aumento do número de doadores que compõe a rede do MBS de Cachoeira do sul, bem como, promover cada vez mais visibilidade ao Programa e dos receptores, contribuindo efetivamente com a Segurança alimentar e nutricional. As marmitas são um bom exemplo desta prática, pois atingimos mais doadores e mais receptores e conseguimos diminuir a fome da população mais vulnerável.


A prática foi implantada pela visibilidade que o Programa alcançou durante a pandemia, pelo atendimento que conseguimos prestar às Instituições sociais e às famílias inseridas nelas. Fomos procurados por pessoas físicas que queriam ajudar através do fornecimento de marmitas. A partir desta procura criou-se o rodízio das marmitas entre as instituições sociais, intercalando os bairros e comprometendo os gestores na sua execução.


Atualmente as marmitas são doadas nas quintas-feiras (feitas pelas voluntárias Bruna e Mônica) e nos sábados pela Luciane e sua rede de amigas. Cada dia da semana conseguimos atender 100 pessoas, totalizando 200 pessoas na semana. Está sendo bem avaliado esta proposta, há satisfação geral entre os receptores e gestores.


Os objetivos estão sendo alcançados na totalidade, com o fortalecimento mútuo: de promover a segurança alimentar e nutricional e de fomentar a participação voluntária de pessoas físicas. Para o Programa é um privilégio ter mais esta gama de doadores inseridos.


O aprendizado foi muito significativo. Ter uma modalidade nova de doação e conseguir manter esta é muito desafiador, pois nossos voluntários (pessoas que fazem marmitas) precisam manter sua rede de doação favorável (para ter os insumos e posteriormente produzir as refeições). Por outro lado, os receptores têm que estar satisfeitos, os gestores comprometidos e o Programa alinhado com todas as partes atuantes.

A oportunidade de melhoria é fazer com que mais pessoas possam contribuir, e o grande desafio é que essa prática perdure além da pandemia.


A satisfação dos receptores, oportunidade de doar algo diferente e completo – refeição composta por todos os grupos alimentares – aumentar o leque de doadores do Programa – mobilização de voluntários comprometidos – contribuir com a minimização da fome em um período tão difícil como a Pandemia.


Até outubro de 2021 foram entregues mais de 1200 kg de refeições prontas em marmitas, beneficiando em média 200 pessoas por semana totalizando até o momento 4800 pessoas beneficiadas.






1 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo